Evento apoiado pela Secretaria de Esportes – MAX FIGHT tem apoio do SAMU 192 CAMPINAS.

21/06/2009

Texto adaptado: Dr. José Roberto Hansen

Fotos: Dr. José Roberto Hansen
 

A Sexta edição do MAX FIGHT aconteceu na Excalibur em Campinas com a presença de vários lutadores e também com presença de equipes do SAMU 192 CAMPINAS, no apoio de saúde, sob solicitação da Secretaria de Esportes.

O Max Fight entrou no calendário Oficial da Cidade de Campinas desde 2007 com apoio da Secretaria de Esportes de Campinas.

O MMA (Mixed Martial Arts) é um esporte que vem crescendo muito no Brasil e no mundo, anteriormente conhecido como “Vale Tudo”, trocou o nome para tirar a má fama que estava levando, pois existem regras, e todo um aparato onde está em primeiro lugar a integridade física dos atletas.

A principal idéia para realização do Max Fight é uma realização pessoal por ser amante e praticante de artes marciais. Por se tratar de uma atividade onde poucos podem se dar ao luxo de viver do esporte, este evento pode dar uma perspectiva de futuro aos lutadores que se destacarem alem de uma premiação em dinheiro.

A popularidade do MMA vem crescendo muito além de seu público alvo, homens de 16-50 anos, vem conquistando mais popularidade que em quase todos estilos de esportes.

E a audiência entre homens e mulheres está quase se igualando. É importante lembrar que a prática de artes marciais está se popularizando não só como forma de defesa pessoal, mas sim como forma de exercício físico para manter a boa saúde.

O MMA é um esporte de lutas de contato que tem em sua essência a mistura de artes marciais. A divisão de categoria é feita através do peso dos lutadores. A competição é composta por regras claras, um árbitro central (dentro do ringue) e árbitros laterais, além de uma equipe médica para preservar a integridade física dos lutadores.

 Cada luta é dividida em três rounds de 5 minutos por dois minutos de descanso. O lutador é considerado vencedor ao finalizar o oponente por golpes como: chaves de articulações, estrangulamentos ou golpes traumáticos, ou por interrupção técnica, arbitrária ou médica. A luta ainda pode ser definida pelo julgamento dos árbitros laterais caso o tempo se encerre e nenhuma finalização tenha ocorrido.

1.DAS REGRAS:

 1.1 – Golpes permitidos:

            a) Soco;

            b) Chute;

            c) Pisão;

            d) Joelhada;

            e) Chaves de torção;

            f) Estrangulamentos;

            g) Quedas;

 1.2 – Os golpes descritos nos itens ‘a’, ‘b’, ‘c’, ‘d’ e ‘e’, não podem atingir os órgãos genitais, nuca e garganta do adversário, sendo a primeira falta punida com advertência, a segunda com cartão (que implica também penalidade de pontuação e 10% do valor da bolsa) e a terceira falta desclassificando o atleta (não implicara na perda da bolsa, mas serão considerados eventuais cartões amarelos).

 1.3 – O atleta que sair ou for arremessado do ringue por 03 (três) vezes será desclassificado, no caso de ringue, no octógono, desconsiderar.

 1.4 – A luta é dividida em 03 (três) rounds de 05 (cinco) minutos cada.

 1.5 – Caso ao término dos 03 (três) rounds não haja finalização ou nocaute, a decisão fica por conta dos 03 (três) árbitros laterais, que optarão pelo lutador que tiver mais iniciativa, objetividade e eficiência, levando-se em conta também as punições sofridas pelo atleta.

 1.6 - O árbitro é autoridade máxima na luta, podendo interrompê-la em qualquer momento, por falta de condições físicas ou técnicas, tudo para preservar a integridade física do atleta.

 1.7 – A luta termina findo o tempo estipulado, ou ainda por nocaute, finalização, desistência, a pedido do córner do atleta, por decisão médica ou da arbitragem.

 1.8 – Considera-se nocaute a perda da consciência decorrente de golpe aplicado pelo adversário, assim como o entendimento do árbitro de estar o atleta impossibilitado de se defender de maneira eficaz, colocando-o sobre perigo de lesão mais gravosa, não existindo abertura de contagem quando da ocorrência de knock down, sendo que a interferência do árbitro nesses casos implica o nocaute.

 1.9 – Ao término da luta os atletas devem permanecer no ringue até o pronunciamento oficial do vencedor.

 2.0 – Serão permitidos 02 (dois) corners, sem exceções, que devem permanecer sentados em seus corners, caso este item não seja respeitado a punição irá para a bolsa do atleta, pois ele é o responsável pela sua equipe

 

Devido aos violentos golpes muitos dos lutadores acabam muito machucados e precisam ser atendidos ou encaminhados a Hospitais para realização de exames complementares como RX ou tomografias para avaliar lesões ortopédicas, neurológicas e até mesmo cirurgias.

 Neste evento ocorreram 04 situações importantes:

  • Fratura de malar: encaminhado para a PUCC – Cirurgia BUCO
  • Trauma de Costela: Medicação local e observação
  • Ferimento corto contuso em supercílio: Sutura local
  • Concussão Cerebral: Avaliação Médica e observação local.