I ENCONTRO ESTADUAL DE COORDENADORES DE SAMU DO ESTADO DE SÃO PAULO

28/11/2008

A cidade de Bauru foi o local escolhido para realizar o I Encontro Estadual de Coordenadores de SAMU do Estado de São Paulo para discutirmos sobre a participação do Estado nas responsabilidades que lhe é de dever. 

Estiveram presentes neste encontro:

Secretário de Saúde Bauru                           - Dr. Mario Ramos De Paula E Silva
Coordenador Geral SAMU 192 BAURU            - Dr. José Roberto Berber  Perez
Coordenador  SAMU 192 BAURU                   - Dr. José Eduardo Fogolin  Passos
Representante Min. Saúde                          - Dra. Zilda Barbosa
Representante Coordenadores SAMU/SP       -Dr. José Roberto S. Hansen
Coordenador Regional Baixada Santista        - Dr. Amir Mahmoud  Bahmad 
e mais  19  Coordenadores de SAMU 192 do Estado de São Paulo  além de  representantes do COSEMS, SES, APM, Corpo de Bombeiros. 

Infelizmente o Estado de São Paulo, um dos mais ricos do País é o que mais tem problema com a participação do Governo do Estado nas atividades na saúde. 

Nos diversos hospitais Estaduais, as portas não são abertas para os atendimentos de urgências regulados pelo SAMU 192.

Muitas vezes, os pacientes precisam ser encaminhados para serviços não hospitalares de urgência, que não tem a complexidade exigida e ficam aguardando uma vaga em Hospital terciário de forma burocrática junto a Central de Vagas de suas regiões, não conhecendo e reconhecendo os Critérios de Risco amplamente divulgado em trabalhos de urgências. 

Esse tempo é muito precioso e não pode ser perdido com questões burocráticas e políticas. A vida dos pacientes está em questão e essa demora poderá acarretar em uma seqüela ao paciente que, novamente será arcado somente com recurso do município ou de cidades vizinhas. 

Os serviços também reivindicam a porção de 25% do Estado no Custeio do SAMU 192 correspondente ao acordo Tripartite. 

No encaminhamento dos projetos SAMU para o Ministério da Saúde, estes devem ser encaminhados e aprovados pelo Conselho Municipal de Saúde e Bipartite.

Somente após a aprovação é que são encaminhados os referidos projetos.

Atualmente, os valores que vem sendo repassados como Custeio pelo Ministério da Saúde correspondem apenas a 30% do valor total e não 50% como é proposto na Portaria Ministerial.

O município arca com cerca de 70% dos valores correspondentes a salários, manutenção de viaturas e equipamentos e materiais e medicamentos.

Em seguida, realizamos uma visita ao SAMU 192 BAURU e Base Descentralizada junto ao Corpo de Bombeiros.

Retornando foi realizado o fechamento dos trabalhos elaborando propostas que serão encaminhadas aos COSEMS, CONAS, MINISTÉRIO DA SÁUDE, CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA e APM.

Proposta para a Secretaria de Estado:

  • Reconhecer o Médico Regulador como Autoridade Sanitária   

  • Abertura das Portas de Urgências em Hospitais Estaduais

  • Repassar verbas no Custeio do SAMU 192 e demais serviços de Saúde

  • Auxiliar na Capacitação dos profissionais – Educação Continuada 

Uma comissão formada por 05 coordenadores se reunirá novamente em Março 2009, na cidade de Itanhaém / SP para reavaliar os resultados dos trabalhos realizados.

 

Composição da Mesa com representantes  Municipais

Coordenadores SAMU 192 Estado São Paulo  

 

Visita a Base do SAMU 192 BAURU